sexta-feira, 8 de abril de 2011

Um monstro de intenções


Posso ter tempo o suficiente para falar, mais nunca vai ser o bastante, sempre há mais a dizer, apesar de não querer dizer mais nada.

Na vida não se tira lições, apenas erros que não devem ser repetidos, só se aprende os valores de cada escolha e quanto custa mais um erro.
Conclusões devem ser tiradas de fatos não de explicações provindas da boca.
Favores não devem ser retribuídos.
Carinhos devem ser conquistados.
Amor apenas sentido.
A amizade confiada.
Não espero muito, e se for bem pouco, que o pouco seja muita verdade.
Mordi minha língua atrás dos dentes para conter-la, mais não foi suficiente.
Segurei o semblante, trinquei os dentes, fechei meus olhos, e ainda assim não foi suficiente.

Tentei me prender dentro de mim, tentei perder a cabeça, ser humano, e sentir medo, dor, angustia, raiva, desperdicei energia em vão. Os acertos não encobrem os erros, boas ações e  bondade, não justificam nada.
Criei um monstro de intenções. 
 

A Janela da mente. Blak Magik is Designed by productive dreams for smashing magazine Bloggerized by Ipiet © 2008