segunda-feira, 20 de junho de 2011

Lumen Luna


Por muito tempo você desviou meu olhar para a lua.
E tudo o que me atraia ainda eram seus olhos sinceros, que fugiam do alcance dos meus.
Não precisei de lábios para um beijo, cada gesto, cada olhar, cada afago superava o tempo, que me jogava contra a madrugada. 
O amanhecer era inevitável, por mais que eu não quisesse, o sol nasceria.
Foi o bastante, mas não percebi. 
Lutei com o desejo que ardia no meu peito, tentando por pra fora todo sentimento que ainda restava.
É como se a lua ousasse se separar da noite. Olhava para ela, acreditando que você faria o mesmo do outro lado, era o nosso reencontro, pelo menos dentro de mim estávamos juntos novamente.

Aprendi que toda noite tem luar
Porque toda lua reflete em um mar

quarta-feira, 15 de junho de 2011



         Um dia esperarei menos de mim, um dia em que todos os sonhos se realizarem, quanto todo vazio se preencher, quando todas as palavras forem ditas, quando todo silêncio for música, quando toda mentira for verdade, quanto tudo for nada.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Às vezes acho que não sou daqui.



O que serve para muitos, pouco serviu para mim, e eu tentei me adaptar.
Como uma mutação multipliquei inúmeras versões de mim, que nunca passaram de intenções. Arranquei toda coesão dos meus pensamentos, me transformei, era um em vários e vários em um, mas apenas em minha mente, só na minha mente, porque por fora continuava o desajustado, aquele que estava junto mas não no meio, o que não engolia o “é normal, todo mundo faz.”, que o natural para o mundo era o sem graça para mim, e a inversão de valores que se faz da vida, para mim nunca passou de uma estúpida ignorância, os prazeres que buscam não são os prazeres que ofereço e os meus caminhos não são os mais movimentados.
E com essa vontade tão volátil de ser, foi que eu continuei tentando, nessa metamorfose, achar algo onde possa ajustar minhas intenções, e a partir delas me encaixar em algo não tão mutável e ser o que quiser, não apenas o que sou.
 

A Janela da mente. Blak Magik is Designed by productive dreams for smashing magazine Bloggerized by Ipiet © 2008